Pixel Facebook:
top of page
  • Foto do escritorExpandir Franquias

Franquia: um guia completo!

Se você deseja ser um franqueado ou mesmo um franqueador, este post explica os principais benefícios e especificidades desse modelo de negócio.

Entenda a seguir o funcionamento da franquia, as responsabilidades dos envolvidos e os tipos de franquia!


Como funciona uma franquia?

A franquia é um modelo de negócio baseado na venda de licenças. Mas o que isso significa?

Significa que uma empresa já estabelecida no mercado abre oportunidades para que novos empreendedores tenham o direito de uso da sua marca. Esses empreendedores são franqueados.

Em resumo, o franqueado tem direito:

  • A utilizar comercialmente o nome da marca franqueadora;

  • Aos produtos da franquia;

  • A treinamentos e diálogos com a equipe franqueadora;

  • A materiais diversos, incluindo materiais de divulgação.

Na franquia, respeita-se o negócio original: o know-how que o construiu, suas técnicas de sucesso, sua estratégia de marketing e sua política de precificação.

Assim, o franqueado atende aos padrões de qualidade exigidos pela empresa franqueadora. O franqueador, por sua vez, auxilia o franqueado a seguir a estratégia de negócio.

Com esse modelo poderoso, pequenos e grandes empreendedores conquistam lucros de maneira sustentável e segura a longo prazo.


Quais são os tipos de franquia?

Existem 4 principais tipos de franquia. A seguir, entenda como cada um desses tipos funciona!

Franquia unitária

A franquia unitária é o tipo de franquia mais comum do mercado. Nesse caso, o empresário permite que você abra uma unidade do negócio dele de forma exclusiva.

Franquia master

A franquia master é muito utilizada em caso de grandes distâncias, inclusive internacionais. Nesse modelo de franquia, o franqueado pode terceirizar unidades daquele negócio em uma determinada região.

Além disso, o franqueador pode fornecer treinamentos constantes para fortalecer a parceria e os resultados do empreendimento!

Franquia de desenvolvimento da área

Na franquia de desenvolvimento da área, o franqueado recebe direitos legais para abrir e gerenciar unidades em uma região específica.

Por isso, muitas vezes esse tipo de contrato envolve metas, mais royalties e mais responsabilidades.

Microfranquia

As microfranquias, como o nome já indica, são propostas de negócio que representam custos menores e procedimentos mais simplificados.

A lei considera que uma microfranquia pode ter um investimento máximo de 3 vezes o PIB per capita anual.

Para você ter uma ideia do valor, segundo as últimas estimativas do IBGE, o PIB per capita do Brasil é de uma média de R$35 mil reais por pessoa ao ano.

Assim, uma microfranquia custa, no máximo, um valor de cerca de R$100 mil reais.

Porém, por envolver menos dinheiro, a rentabilidade também pode ser menor. E é por esse motivo que as microfranquias são mais indicadas para franqueados iniciantes.


O que é ser um franqueado?

Um franqueado é uma pessoa que consegue, com o franqueador, direitos para abrir e implementar uma unidade da franquia desejada.

Nesse sentido, o franqueador permite que o franqueado utilize o nome da franquia e conheça as técnicas adotadas no seu modelo de negócio. Inclusive, muitas vezes os franqueadores oferecem benefícios e treinamentos para os franqueados!

Isso acontece, claro, porque todos são beneficiados nessa relação. Se por um lado os franqueados conseguem investir em um negócio já sólido, por outro os franqueadores conseguem expandir e fortalecer seu negócio.

Responsabilidades do franqueado

Entre as responsabilidades do franqueado, podemos destacar 5 principais. Confira-as a seguir!

  1. Investimento inicial: o investimento deve ser feito pelo franqueado, já que ele é o maior interessado na aquisição dos direitos da marca;

  2. Prestação de contas: os franqueados devem criar relatórios constantes para demonstrar seus resultados à marca;

  3. Organização: como já explicamos, é importante seguir os padrões da franquia. Por isso, a unidade deve se organizar para cumprir essas exigências de uma maneira efetiva e saudável;

  4. Contratações: o franqueador é o responsável por contratar sua equipe, já que as unidades da franquia têm uma liberdade de decisão em relação a questões internas como o pessoal;

  5. Taxas e royalties: para o negócio funcionar, franqueado e franqueador estabelecem em contrato quais serão as taxas mais justas. Assim, é tarefa do franqueado cumprir com o combinado.

Benefícios de ser um franqueado

E quanto aos benefícios de ser franqueado? Conheça agora 5 benefícios incríveis desse modelo de empreendimento!

  1. Baixo risco: o principal benefício é o baixo risco representado pela franquia. O franqueado terá acesso aos conhecimentos mais importantes sobre o negócio e conseguirá mantê-lo com grande segurança;

  2. Trabalhar com uma marca reconhecida: construir uma marca do 0 não é uma tarefa fácil, por isso iniciar no mercado com uma marca já reconhecida pelo mercado muda o jogo;

  3. Suporte do franqueador: o franqueador compartilha seus conhecimentos, suas técnicas e estratégias. Assim, mesmo que o franqueado seja um empreendedor iniciante, ele não ficará no escuro, já que terá suporte completo do franqueador;

  4. Economia de escala: como a franquia já tem sua estrutura e seus fornecedores, os materiais muitas vezes têm baixo custo para o franqueado;

  5. Inovação: como os franqueadores sempre querem aprimorar seu negócio, as inovações tecnológicas criadas pela marca serão aproveitadas com baixo custo pelo franqueado.

Como escolher a melhor franquia para investir?

Para investir da forma certa, você precisa contar com especialistas. A Expandir Franquias tem uma metodologia única e consolidada no mercado para transformar seu sonho de franquia em realidade.

Entre em contato conosco e continue acompanhando nosso conteúdo!


0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page